Dicas de como comprar imóvel barato

  • novembro 6, 2020
  • 5 min read
  • Read Icon 103 lê
Escolhido 1.808 vezes
  • Plataforma digital de crédito imobiliário
  • Conecta os seus clientes com diversos bancos
  • Especialistas em crédito imobiliário auxiliam os seus clientes
  • Simulação de crédito gratuita e online

Num momento incerto nunca vivido antes de pandemia de corona vírus, a maioria de pessoas continuam tendo o sonho de conquistar a casa própria.

Um estudo da startup MindMiners especializada em pesquisas digitais demonstrou que metade dos brasileiros entrevistados ainda almeja o sonho de uma casa própria, principalmente uma casa barata, sem taxas absurdas de juros, ou juntando muitos anos para isso.

Pode parecer um sonho distante, mas está mais perto do que você imagina com estratégias e planejamento financeiro para o imóvel que caiba no seu bolso.

Para encontrar imóveis baratos, o primeiro passo é saber em qual faixa de renda você ou sua família se enquadra, e se desejam um imóvel novo ou na planta. Após isso, para encontrar seguem algumas dicas:

1. Faça pesquisas na internet

Pesquisa na internet! Parece uma dica simples e que já fazemos no cotidiano, entre em grupos específicos para isso nas mídias sociais, acesse sites de imobiliárias confiáveis da sua cidade e procure por imóveis baratos que te interessem.

Faça a pesquisa de modo que você já consiga ver fotos, localização, e o que o condomínio pode te oferecer. Se te agradar, faça uma visita e veja a possibilidade de negociar o valor final.

Use de plataformas diferentes para suas pesquisas, e sempre visite os bairros a procura da sua cara perfeita, boa e barata.

2. Verifique leilões online

Outro truque de achar uma casa, é através de leilão online. Boa parte desses imóveis leiloados é vindo de alienação por inadimplência ou tomados por causas judiciais. O atrativo é que os valores desses imóveis podem chegar a 60% menos do que o praticado no mercado.

Por ser online, do sofá da sua casa você pode conferir todas as informações sobre o imóvel e dar o seu lance, e com o momento de pandemia os arremates estão caindo.

As possibilidades de pagamento nos leilões costumam ser atrativas, é possível comprar com juros flexibilizados, parcelamento de 80% do valor e até uso de outros imóveis como parte do pagamento.

3. Atente-se a localidade

Outro ponto importante é a escolha do bairro que você ou sua família irão viver. Ao comprar, se entende que irão passar boa parte da sua vida nesse lugar. Procure por um bairro que atenda as suas necessidades e prioridades, dando preferencia a lugares próximos a escolas, se tiver filhos, a mercados e

farmácias, que sua vida será facilitada. E busque por lugares em bairros com altos níveis de segurança.

Planejamento financeiro para aquisição de imóvel barato!

Escolhido 1.808 vezes
  • Plataforma digital de crédito imobiliário
  • Conecta os seus clientes com diversos bancos
  • Especialistas em crédito imobiliário auxiliam os seus clientes
  • Simulação de crédito gratuita e online

Depois que você já leu toda as dicas e está em busca de procurar o seu imóvel, é necessário tirar o seu sonho do papel e ir em busca da sua casa barata, mas para isso é preciso de um planejamento financeiro. O primeiro passo é:

1- Organize a sua renda mensal e despesas

Para não ter a sensação de que seu dinheiro não rende ou que sempre está em falta, passe a organizar o que quanto ganha e principalmente o quanto gasta.

Para fazer isso, é importante fazer as anotações em um caderno ou instalar um aplicativo de controle financeiro no celular, como preferir, o importante é conseguir observar com o que está gastando cada centavo do seu dinheiro.

2- Avalie o quanto necessita economizar

Após organizar o que você gasta, é necessário avaliar, para conseguir poupar o seu dinheiro. Veja com o que gasta que pode ser poupado, o que não é necessário e que está gastando por gastar.

3- Estabeleça uma meta definida financeira

Para se motivar e ter um incentivo a mais para guardar o dinheiro do seu imóvel, uma boa dica é estabelecer metas de curto, médio e longo prazo.

Primeiro decida qual a faixa de preço do imóvel que quer adquirir, para começar a guardar dinheiro para a entrada e as documentações. Quanto você precisa poupar por mês para ter esse valor? Ao pensar em objetivos concretos e estabelecer metas para realizar, fica mais fácil não desistir.

4- Invista o que conseguir poupar

Uma boa dica é investir, para que o dinheiro não fique parado, e também para que não corra o risco de gastar com algo desnecessário no impulso. O seu dinheiro irá render e te ajudar a comprar mais rápido seu imóvel.

Procure por uma boa corretora de investimentos, ou invista em algum produto de renda fixa, garantido que você vai ter ganhos previsíveis e estáveis.

Realizar esse planejamento exige pesquisa e dedicação, é possível sair do aluguel, ter sua casa própria, e também com esse planejamento financeiro é possível ter sua independência financeira.

Lembre-se que o esforço vale a pena, você não terá que devolver a casa para um locatório, ela será sua. Após essas dicas, vamos falar das comparações de taxas de juros de financiamento, pois o ponto mais importante ao assumir esse compromisso é olhar essa taxa de juros.

Refinanciamento de imóvel é uma ótima opção!

Escolhido 1.808 vezes
  • Plataforma digital de crédito imobiliário
  • Conecta os seus clientes com diversos bancos
  • Especialistas em crédito imobiliário auxiliam os seus clientes
  • Simulação de crédito gratuita e online

Se deseja embarcar no financiamento de imóvel, é importante se manter atualizado sobre o quanto não se deve pagar em juros para não entrar em dívidas. No ano de 2020, as taxas média de juros não podem passar de 11% ao ano, então se a instituição financeira tentar te oferecer esse valor não aceite.

Quando o banco vai conceder o financiamento a você consumidor, ele avalia o risco que irá ter. Avalia seu histórico de crédito, sua pontuação no score, e sua relação com a própria instituição financeira que está pedindo o credito.

A taxa de juros média serve apenas de referência referência, pois o banco pode avaliar um risco maior e te oferecer uma taxa maior, apenas lembre-se de tomar precaução em aceitar taxa de juros que ultrapassam 11% ao ano.

Além de ficar atento nas taxas, observe o Custo Efetivo Total (CET) da operação. O CET representa seguros obrigatórios, tarifas bancarias, e avaliação do imóvel, todo o gasto que você irá ter com o financiamento. Converse com o gerente de cada banco para descobrir o valor do CET da operação do financiamento que deseja, pois não é porque o banco possui a menor taxa que terá o menor custo total.

Se planeje com as dicas do planejamento financeiro, se arrisque, junte o dinheiro da entrada a vista, mas não deixe de lado o sonho da casa própria, o esforço valerá a pena, hoje em dia existem inúmeras formas de conseguir chegar lá, com financiamentos, leilões e outras oportunidades de ter a sua casa barata e sair do aluguel.

Autor Mariana Braga Dias

Uma advogada que se interessou pelo mundo das finanças e decidiu ajudar as pessoas a organizarem as suas vidas financeiras.

Compartilhe em
Read Icon 103 lê

Explore nossas seções