Guias Financeiros

Como comprar dólar mais barato

Com a volta das viagens internacionais e, também o interesse por investir em moedas estrangeiras, o brasileiro retomou a busca para comprar dólar em 2022.

Comprar dólar ficou mais fácil nos últimos anos, mesmo com o aumento expressivo do valor da moeda estrangeira em comparação ao real. Com os brasileiros voltando a viajar ou se planejando para sua primeira viagem ao exterior, muita gente quer saber como comprar dólar mais barato e também receber dicas de qual o melhor momento para investir.

Desta forma, criamos um guia para ajudar quem precisa comprar dólar e não quer sofrer com a questão do imposto do cartão de crédito. Acompanhe e veja como economizar para adquirir moeda estrangeira e não ficar no prejuízo. Ah, lembrando que essas dicas também valem para quem quer comprar euro e outras moedas.

O que eu preciso saber antes de comprar dólar?

Antes mesmo de comprar moeda estrangeira, seja dólar, euro ou libra esterlina, por exemplo, você deve saber alguns princípios básicos sobre adquirir esses ativos, que podem fazer toda a diferença no seu bolso.

O primeiro diz respeito à taxa de cambio que é variável e pode mudar muito de uma semana para outra. Essa taxa muda de acordo com os movimentos políticos e econômicos e, por isso, você deve acompanhar a variação do mercado financeiro e tentar aproveitar os melhores momentos para adquirir a moeda estrangeira, como o dólar, mais barata. Uma dica é acompanhar as noticias sobre o tema.

Também devemos levar sempre em consideração o IOF na hora da operação de compra de dólar. Isso estará detalhado nas dicas abaixo para comprar dólar mais barato, mas não se esqueça de conferir antes de qualquer operação quanto de imposto você terá que pagar pela compra!

Como comprar dólar mais barato

Comprar dólar barato para a sua primeira viagem internacional não é difícil como pode parecer em primeiro momento. Mas é necessário tomar precauções e se atentar à alguns fatores antes de escolher uma casa de câmbio para comprar dólar!

Escrevemos 11 dicas de como comprar dólar para aqueles que não estão familiarizados. Abaixo nós explicamos como escolher uma casa de câmbio, como comprar dólar barato, e outros fatores que devemos ter atenção antes de comprarmos dólar de alguma instituição.

Passos

1. Escolha uma instituição financeira confiável
2. Compare o valor do preço e taxas
3. Compre a moeda com antecedência
4. Verifique o câmbio de turismo
5. Leve um cartão pré-pago para emergência
6. Abra uma conta no banco local
7. Compra por cartão de crédito
8. Dólar em espécie é mais barato
9. Saiba a alíquota do IOF de cada modalidade
10. Realize a troca de câmbio em seu país
11. Evite trocas de moeda no aeroporto
Passo 1

Escolha uma instituição financeira confiável

Quando procuramos por uma alternativa mais barata, seja de um empréstimo pessoal ou moeda, podemos encontrar propostas atraentes que não condizem com a realidade. Todo cuidado é pouco no momento de escolher uma instituição financeira para comprar o dólar.

Nós recomendamos que antes mesmo de se informarem sobre o preço da moeda estrangeira, você confira se a instituição financeira é autorizada pelo Banco Central do Brasil. No próprio site do Banco Central você pode ter acesso a lista de bancos autorizados a prestarem serviços financeiros.

Passo 2

Compare o valor do preço e taxas

Comparar os preços e taxas extras na compra de uma moeda estrangeira é essencial para comprar mais barato!

Os bancos e casas de câmbio cobram valores diferentes e incluem taxas adicionais na venda da moeda que podem pesar em seu bolso. Através do próprio site do Banco Central, você tem acesso a uma lista do Valor Efetivo Total (VET), ou seja, o custo total da compra da moeda em diferentes instituições.

Outra opção, ainda mais prática, é fazer o download do aplicativo do Banco Central. O aplicativo é chamado de “Câmbio legal”. Por meio do Câmbio legal, você pode consultar a qualquer momento, em uma interface simples e intuitiva, o VET cobrado nas instituições e fazer a conversão do real para dólar em um só clique.

O aplicativo “Câmbio legal” está disponível para sistema android e iOs. Baixe aqui!

Passo 3

Compre a moeda com antecedência

Já pensou correr o risco da moeda ainda não ter caído em sua conta o dólar comprado? A antecedência é primordial para não aumentar o estresse antes da viagem, ou até mesmo para conseguir economizar mais dinheiro.

Você deve comprar dólar de uma instituição confiável e com os preços menores para o seu bolso. Procurar de última hora uma casa de câmbio ou banco para comprar dólar, pode fazer com que você faça escolhas que não tenham custo-benefício para você.

Além disso, quando você compra dólar através de uma instituição financeira, a moeda pode demorar alguns dias até cair em sua conta bancária. A falta de organização pode fazer com que você fique aflito por não ter o dólar ainda em sua conta perto de sua viagem.

Passo 4

Verifique o câmbio de turismo

Uma grande confusão entre as pessoas é: a diferença de câmbio de turismo e câmbio comercial.

Durante o Jornal Nacional, por exemplo, nós vemos diariamente a notícias sobre a alta e baixa das moedas no mercado financeiro. Esses dados se referem ao câmbio comercial, ou seja, as taxas do mercado para o pagamento de exportações e importações em transações comerciais.

Já o dólar que você precisa comprar para fazer a sua viagem internacional, é o câmbio de turismo. O câmbio de turismo é o valor que as casas de câmbio cobram para vender a moeda em espécie ou enviá-la para a sua conta bancária.

O câmbio de turismo é mais “alto” do que o câmbio comercial, pois no primeiro está incluído impostos e taxas cobradas pela instituição.

Passo 5

Leve um cartão pré-pago para emergência

Estamos sempre preparados para divertimos durante a nossa viagem, mas, às vezes, esquecemos que imprevistos podem acontecer.

O lado bom de levar a moeda estrangeira em espécie é não ser cobrado taxas bancárias, que são altas, toda vez que for sacar dinheiro. Entretanto, é recomendável sempre ter uma segunda opção.

Na Europa, por exemplo, é comum a técnica “pickpocket” em turistas desprevenidos. Basicamente, esse termo designa aquelas pessoas que furtam o dinheiro da outra sem ela sequer perceber. É possível evitar ser o alvo deles não deixando a carteira ou dinheiro visível, por exemplo, mas é bom estar prevenido no pior caso.

cartão pré-pago, assim como o nome sugere, é um cartão com uma determinada quantia em dinheiro. A administradora do cartão oferece segurança do valor constante nele, continuando protegido em caso de perda ou furto. Além disso, o cartão pode ser recarregado independente de onde você esteja.

Passo 6

Abra uma conta no banco local

Essa dica é apenas para aqueles que viajam frequentemente para um determinado país. Se esse é seu caso, será menos oneroso comprar moeda diretamente no banco local ao invés de seu país. 

No entanto, a abertura de uma conta bancária é burocrática e leva um certo tempo. Essa opção também deve ser feita com antecedência para você aproveitar na sua próxima viagem. 

Existem bancos como a Revolut e o N26, por exemplo, onde você consegue abrir a sua conta diretamente do país onde estiver e gastar na moeda local. Outra boa opção é a Transferwise, onde você pode abrir a sua conta ainda no Brasil e gastar na moeda local, no país onde você estiver, com taxas mais acessíveis. 

Passo 7

Compra por cartão de crédito

Através do seu Internet Banking, é possível que você realize a compra de dólar (e outras moedas estrangeiras) pelo seu cartão de crédito. 

Desde março de 2020, o Banco Central determinou que a cotação da compra do dólar é do dia da transação, e não a cotação do dia do fechamento da fatura. Assim, não há mais surpresa no fim do mês, como antigamente. 

Logo, fique atento a média de câmbio do dólar diariamente para que você faça a compra quando o câmbio estiver menor. 

Passo 8

Dólar em espécie é mais barato

O valor pago para comprar dólar em espécie é mais barato do que o dólar em cartão. A taxa de imposto cobrada é consideravelmente menor. Por isso, compre com antecedência uma quantia segura de dólar em espécie para viajar.

Não é recomendado apenas levar dólar em espécie durante viagens, uma vez que não é seguro e prático durante a sua viagem. 

Passo 9

Saiba a alíquota do IOF de cada modalidade

O Imposto sobre operações financeiras, IOF, é cobrado quando o particular compra dólar em suas variadas modalidades, ou seja, em espécie, em débito e no cartão de crédito. 

Atualmente, o IOF cobrado para dinheiro em espécie é de 1,1% sobre o valor total da moeda comprada. O cartão de crédito tem porcentagem cobrada de 6,38% sobre o valor da compra realizada em dólar. E, por fim, o cartão de débito também é fixado em 6,38%, sobre o valor total carregado no cartão. 

Passo 10

Realize a troca de câmbio em seu país

Não é uma boa ideia esperar para fazer a troca de câmbio apenas no país da viagem. 

O real não é uma moeda valorizada atualmente, o que torna a compra pouca atrativa para casas de câmbio no exterior.  Assim, as condições de troca de câmbio em outro país vão ser bem mais desvantajosas do que seriam no Brasil.

Além disso, pesquisar e comparar casas de câmbio em um país que você está visitando é mais difícil, já que você é apenas um turista e não conhece bem o local. 

Passo 11

Evite trocas de moeda no aeroporto

As taxas de câmbio cobrada em aeroportos são mais caras para o particular do que seriam em uma casa de câmbio fora do aeroporto. Por conta da acessibilidade dentro do aeroporto, as casas de câmbio dentro do aeroporto costumam cobrar valores mais altos. 

Dê preferência a trocar de câmbio no aeroporto apenas em uma emergência ou última opção. Essa opção com certeza custará mais cara e te fará perder dinheiro. 

Fique de olho e economize na hora de comprar dólar barato. Ficou alguma dúvida? Entre em contato conosco e receba mais dicas sobre o tema.

Advogada, especialista em gestão de negócios pela FGV. Atualmente cursando Pós Graduação em Finanças, Investimentos e Banking pela PUC.

Compartilhe em
Read Icon5045 lido
Última atualização: novembro 5, 2022