Meu auxílio emergencial foi negado: saiba como recorrer!

  • outubro 27, 2022
  • 3 minutos de leitura
  • Read Icon612 lido

Alguns trabalhadores estão com dúvida sobre o que fazer quando o auxílio emergencial de R$600 oferecido pelo governo foi negado. O motivo pode variar desde o trabalhador não ser elegível para o benefício por já receber outro benefício governamental, ou por ter que corrigir dados enviados.

O auxílio emergencial é um benefício financeiro fornecido pelo governo para amparar os trabalhadores informais, microempreendedores individuais (MEI), desempregados, e autônomos. Essa medida adotada pelo governo visa amparar financeiramente esses trabalhadores afetados pela crise gerada pela pandemia do Covid 19.

Durante as últimas duas semanas, o governo tem analisado as solicitações feitas por aqueles que preenchem o requisito para receberem o benefício do governo. Algum dos requisitos para o benefício ser aprovado são: ser maior de idade, não possuir um emprego formal, não estar recebendo outros benefícios do governo, como seguro-desemprego e assistencial, renda familiar mensal de até três salários mínimos, não ter recebido rendimentos tributáveis, MEI, entre outros.

Infelizmente, alguns brasileiros se surpreenderam ao verificar o status do auxílio emergencial negado. A boa notícia é que desde segunda-feira (20/04), os trabalhadores tem a possibilidade de fazerem novamente uma solicitação do benefício ou contestarem a análise feita pelo Dataprev, empresa pública responsável por verificar o atendimento aos requisitos do benefício.

De acordo com o Dataprev, foram feitos 32 milhões de solicitações do benefício entre os dias 7 e 10 de abril. Do número total de pedidos realizados, foi constatado que 5,2 milhões de pessoas não preenchiam os requisitos de elegibilidade para o benefício e 13,6 milhões de cadastros foram considerados incompletos ou com necessidade de serem corrigidos.

Como contestar se o benefício não foi aprovado?

Apenas é possível contestar o resultado quando o trabalhador receber a mensagem de que o benefício não foi aprovado através do site ou aplicativo. A análise dos dados fornecidos pelo tralhador é feito pelo órgão público Dataprev, e essa é a empresa responsável por esclarecer o motivo pelo qual o benefício foi negado.

A contestação da negação do benefício pode ser feita pelo site da Caixa e pelo aplicativo. Também é possível enviar uma nova solicitação do benefício ao invés de fazer a contestação.

Portanto, há duas formas que você pode contestar o auxílio emergencial negado:

  • Através do site da Caixa Econômica Federal
  • Através do aplicativo da Caixa

Quem tem direito ao Auxílio Emergencial?

É necessário preencher todos os requisitos abaixo para ter direito ao auxílio emergencial. O brasileiro maior de 18 anos que possui todos os requisitos abaixo tem direito ao auxílio emergencial:

  • A renda familiar mensal por pessoa não é superior a meio salário mínimo (R$ 522,50), ou a renda familiar somada por pessoa seja de até 3 (três) salários mínimos (R$ 3.135,00); e
  • Não pode ser um beneficiário de outro programa assistencial ou previdenciário, seguro-desemprego ou outro programa de transferência de renda federal, com exceção do Bolsa Família;
  • Não tenha recebido rendimentos tributáveis superior a R$ 28.559,70 há dois anos atrás, em 2018 ;
  • Esteja desempregado ou exerça atividades como: Microempreendedores individuais (MEI), Contribuinte individual da Previdência Social, ou Trabalhador Informal, de qualquer natureza, inclusive o intermitente inativo.

Quem não tem direito ao Auxílio Emergencial?

Caso você se enquadre em alguma das condições abaixo, você não tem direito a receber o auxílio emergencial:

  • A renda familiar no total é superior a três salários mínimos (R$ 3.135,00) ou renda familiar mensal por pessoa ultrapassa meio salário mínimo (R$ 522,50);
  • Possua emprego com carteira assinada;
  • Está recebendo o seguro-desemprego;
  • Está recebendo benefícios previdenciários, assistenciais ou benefício de transferência de renda federal, com exceção do Bolsa Família;
  • Recebeu rendimentos tributáveis acima do limite de R$ 28.559.70 em há dois anos atrás, em 2018,  conforme declarado no Imposto de Renda.

E como fica o auxílio emergencial em 2022?

Algumas parcelas remanescentes do auxílio emergencial estão sendo pagas pelo Governo Federal, mas infelizmente o sistema não aceitará novas inscrições para o benefício em 2022.

Esse artigo foi útil?

Seja o primeiro a dar feedback

Uma advogada que se interessou pelo mundo das finanças e decidiu ajudar as pessoas a organizarem as suas vidas financeiras.

Compartilhe em
Read Icon612 lido

Meu auxílio foi negado motivo diz que um membro da família já recebeu
Responder
Olá, boa tarde, meu auxilio foi negado por motivo de emprego formal sendo que tem mais de 1 ano que não estou empregada. Não aparece opção para contestar desde de o dia 20, tanto no site como no app. Como devo proceder?
Responder
Meu auxilio foi negado sendo que estou desempregado e nao consigo entender por que foi negada a minha solicitação. Bom dia dr.
Responder

Explore nossas seções