5 investimentos isentos de imposto de renda

  • julho 20, 2020
  • 2 min read
  • Read Icon 58 lê

Há diversos fatores que podem influenciar a decisão de qual investimento é mais apropriado para o investidor. Fazer um investimento isento da cobrança de imposto de renda é um dos critérios fundamentais para alguns investidores decidirem onde aplicar o seu dinheiro.

Em prática, fazer uma aplicação isenta ou sem cobrança de imposto de renda significa um aumento na rentabilidade do investimento. Dessa forma, a maior vantagem de ter essas aplicações é a diminuição dos custos e aumento dos ganhos finais.

Fazer um investimento apenas baseado no critério de isenção de imposto de renda não é recomendado, pois em alguns tipos de rendimento isso sequer faz diferença. A conta poupança, por exemplo, tem tido a sua média de rendimento menor do que a taxa de inflação, o que já é um prejuízo para o investidor.

Nesse post, vamos citar os melhores tipos de investimentos isentos de IR para você aplicar dinheiro:

1. Letra de Crédito Imobiliária (LCI)

A Letra de Crédito Imobiliária é uma aplicação financeira no qual o investidor compra títulos de crédito disponibilizados pela instituição bancária, e por meio dessa compra o banco capta recursos para emprestar ao setor imobiliário. O valor aplicado pelo investidor será devolvido pelo banco com juros a determinado prazo.

2. Letra de Crédito Agrícola (LCA)

A Letra de Crédito Agrícola funciona de forma similar a Letra de Crédito Imobiliária. Essa também é uma forma da instituição bancária captar dinheiro para financiar empreendimentos. Essa linha de investimento tem como objetivo financiar empreendimentos do agronegócio.

Portanto, o investidor compra títulos de crédito do setor de agronegócio disponibilizados pela instituição bancária, e terá o valor devolvido com correção de juros em determinado prazo acordado com o banco

3. Fundo de Investimento Imobiliário (FII)

O Fundo de Investimento Imobiliário é um investimento com o objetivo de captar dinheiro para financiar o setor imobiliários, incluindo a aquisição de direitos reais sobre bens imóveis, títulos de crédito imobiliário, cotas de outros FII, entre outros.

Assim como em outros fundos, ocorre uma espécie de comunhão de recursos pelos investidores com o objetivo de somar a capital para uma finalidade em comum. O capital juntado será administrado por uma instituição financeira, e para fazer parte desse fundo o investidor compra uma conta.

4. Debêntures Incentivadas

Debêntures Incentivadas são títulos de dívidas públicas disponibilizados por empresas não financeiras. Esse tipo de investimento tem como objetivo a captação de recursos para empresas executarem obras ou serviços de infraestrutura em nosso país. Em contrapartida, o investidor receberá num prazo futuro com juros corrigidos o valor aplicado no ativo.

5. Ações

Ações são títulos que representam uma fração do capital social de uma empresa de capital aberto. Esses empreendimentos buscam captar recursos para expandir o seu negócio através da oferta de suas ações na Bolsa de Valores. Esse é um investimento de renda variável, pois o rendimento dependerá do crescimento da empresa no mercado.

Esse tipo de investimento requer maior precaução e conhecimento no mercado financeiro para saber como minimizar as perdas e aumentar a chance de ter lucros.

Autor Mariana Braga Dias

Uma advogada que se interessou pelo mundo das finanças e decidiu ajudar as pessoas a organizarem as suas vidas financeiras.

Compartilhe em
Read Icon 58 lê

Explore nossas seções